19 de mai de 2016

ALTO DA SERRA PESCARIAS COM FISHING NEWS - NATUREZA EXUBERANTE, GRANDES LAGOS E MUITOS PEIXES

Olá Tambamigo leitor! 
Convidados pelo Ítalo, proprietário, seguimos rumo a São Bernardo do Campo para realizarmos mais uma pescaria e conhecermos as novas estruturas do ALTO DA SERRA PESCARIAS. Para chegar ao pesqueiro é muito fácil, seguindo pela Rodovia dos Imigrantes, sentido litoral, retornar após o pedágio e entrar um pouco antes do KM 37. Depois, basta seguir as placas e em poucos quilômetros de uma ótima estrada de terra, você chegará ao pesqueiro.



Estrutura: O Alto da Serra Pescarias é um pesqueiro tradicional, bem estruturado, que conta com quatro lagos. Por ser no alto da Serra do Mar é um lugar de paisagens belíssimas e com nascentes de águas límpidas que abastecem os lagos do pesqueiro. Local tranqüilo e ideal para realizar sua pescaria em família. Atualmente o restaurante é terceirizado e administrado pelo Edson Shimoki e sua esposa, que oferecem um cardápio variado com deliciosas comidas caseiras. Além é claro, do serviço de lago proporcionando maior comodidade aos pescadores.
O lago principal é muito grande e ideal para quem curte longos arremessos como eu. Nele encontramos uma grande quantidade e diversidade de espécies como:
Gigantes Carpas Cabeçudas, Húngaras e Espelhos, Pacus, Tambacus, Tambaquis, Pintados, Dourados, Patingas, Traíras, Trairões, Corimbas, Cat Fishs e Tilápias. 
Para os amantes do Carpfishing, o Alto da Serra, conta com um rústico e gigante lago exclusivo. Nele, os pescadores podem variar suas técnicas em busca de suas rainhas. E olha que tem toneladas de exemplares gigantes por lá! Um importante diferencial  dessa nova modalidade no Brasil.
Equipe: Convidados para essa reportagem e para mostrar todo o potencial do pesqueiro, uma equipe de especialistas em diversas modalidades e técnicas, entrou  em ação. Representando a REVISTA FISHING NEWS estavam Octávio Takahashi e o Clóvis, acompanhados por nós, Frango, Collares (nosso Pimpão) e o Matheus do TAMBALUKO PESCA ESPORTIVA. Pela LUMIS, excelente marca de produtos para pesca, o renomado profissional do mercado da pesca, Lusca Pacheco  e seu primo Gilberto. Especialistas em Carpas, Daniel Ricarte e o Dinho Matteucci, ambos da CARPUS. Vale ressaltar que o Dinho Matteucci, atualmente é administrador de um dos maiores grupos de pesca do facebook, o Tudo de Pesca. Entre os convidados especiais, os pescadores: Fábio, Sr. Júlio, Reinaldo e a Diana. Com uma equipe desse nível, não poderia ser diferente, claro, muito peixe na linha, né?! Vamos à pescaria! Serei breve em meu relato, porque as inúmeras fotos dos peixes fisgados, dizem tudo! Foram muitos mesmo, e de diferentes espécies!

Parte da equipe chegou bem cedo ao pesqueiro e papo vai, papo vem, todos começaram a montar seus equipamentos, cada um com suas técnicas e em busca de variedades. Como o Alto da Serra Pescarias é muito conhecido pela quantidade e tamanho das Carpas, decidimos fazer uma pescaria diferente, nosso objetivo: os redondos e demais espécies.

Com céu azul e um dia ensolarado, nós do Tambaluko, optamos em pescar da seguinte maneira: Eu, e o Matheus, pescamos com varas de 2,40 m, carretilhas de perfil baixo, abastecidas com linha 0,37mm, BÓIAS BARÃO cevadeiras média e grande com chicote de um metro de linha monofilamento 0,40mm. Como isca, variamos bastante, eu, com anzol wide gap pequeno e miçanga Jade Marron da Bóias Barão. Já o Matheus, com anzol chinu 07 e ração de banana JR Neto Anteninhas. Começamos a cevar e os peixes a subirem sem dó. Não demorou muito para nossas bóias afundarem e as Patingas e Pacus começarem a surgir. Foram muitas fisgadas dessa maneira, fica a dica!
O Lusca e o Gilberto optaram em pescar no lago menor, porém, também repleto de peixes. O Lusca, especialista que é na arte do Fly, demonstrou muita técnica e com suas iscas diferenciadas fisgou várias Tilápias, Patingas e uma bela Carpa Húngara. É bonito demais ver quem conhece do assunto colocar o equipamento de Fly em ação. Nossos parabéns à dupla! Foi show! O equipamento usado por ele foi uma vara Artemis número 4, duas partes, 7`5´e carretilha asteca, ambos da Albatroz.
O Reinaldo, especialista que é na pesca de superfície, fisgou bons exemplares com anteninhas, bem como o Clovis, no sistema boia cevadeira, boinha guia e miçanga de isca (palminho), também fisgou os seus. Enquanto isso, na outra margem do lago, o Fábio e o Sr. Júlio faziam sua parte. E com a técnica da miçanga no palminho fisgaram muitas Patingas, e o Sr. Júlio um belo Tambacu. 
Alguns fatos inusitados são legais de contar. Os personagens da vez, Dinho e  Collares. O Dinho, arremessou seu equipamento para tentar fisgar as gigantes Cabeçudas no lago Carpfishing. Montou tudo certinho usando as pastilhas e atrativos como isca. Engraçado que depois de algum tempo, um lambari foi fisgado, e este, por incrível que pareça, atraiu uma bela Traíra que resolveu atacar a isca viva. E posso afirmar: uma Traíra de respeito, hein?!!! Coisas que só acontecem em pescarias, rssss....
Enquanto isso, o Collares, vendo que os peixes estavam comendo a ceva que estávamos arremessando na superfície, montou uma boia torpedo com um metro de chicote e miçanga Sorocaba BARÃO, arremessou bem no meio do lago. De repente, a boia afundou de uma vez e lá veio a fisgada!!! E briga pra cá e briga pra lá, para nossa felicidade, eis que surge um belíssimo e legítimo Tambaqui de aproximadamente uns oito quilos. Não teve jeito, colocamos o legítimo no colo do Pimpão e pose para foto!!! Pessoal, é emocionante fisgar um Tambaqui legítimo. A briga é de gigante e ele não desiste nunca!!! Estamos preparando uma dica especial aos nossos leitores que breve estará disponível. Queremos mostrar para você a diferença entre o Tambaqui, Pacu e Tambacu.
No período da tarde, decidi mudar o foco e fui em busca  das Carpas,  com o Daniel e o Dinho. O Lusca e o Gilberto retornaram ao lago principal, acompanhados da Diana, Matheus e Collares, em busca dos redondos.
Montamos seis equipamentos, e variamos os sabores das pastilhas e atrativos. Eu como sempre usei os sabores de melão e mamão. Já o Daniel, mesclou leite condensado, banana, mel e amendoim. Como sempre, resultado garantido! Ainda mais no Alto da Serra Pescarias, onde são toneladas de grandes exemplares de rainhas. Fisguei uma belíssima Húngara e o Daniel uma Cabeçuda.
Por volta das três da tarde, o tempo fechou e caiu a chuvarada, mas nada que demorasse mais que uma hora, chuva de verão. Logo que passou, resolvi, montar um equipamento leve, com a Massa Japonesa de fundo, e como resultado, fisguei duas belas Patingas. 
O Dinho resolveu mudar a técnica e com um chuveirinho próprio para pesca de fundo, arremessou uma pastilha. Ainda comentei com ele: “vai buscar uma  Cabeçuda gigante no fundo, Dinho?” Não demorou meia hora e a linha esticou, após uma briga de gigantes, conseguiu tirar da água um belíssimo Tambacu. No final do dia, decidi retornar para a pesca com cevadeira. Enquanto estava contornando o lago para me juntar a equipe, observei o Tavinho bem no cantinho do lago de Carpfishing com a sua varinha lisa com a ponta quase dentro da água. Peguei a câmera e fiquei esperando para ver o que ia acontecer. Após uma briga danada e com a linha cantando para todos os lados, conseguiu tirar da água uma enorme Carpa Espelho. O legal, é que ele não esperava, foi pego de surpresa, estava brincando na beira do lago, e como lá é destinado às Carpas, existem muitas delas, e uma atacou a isca na vara lisa! Rs. Boa, Tavinho!
Após retornar ao ponto onde estava toda equipe, o Lusca representando a LUMIS, armou seu equipamento. Eu posso afirmar que as varas LUMIS são de altíssima qualidade e com excelente custo/benefício. Com elas fisgamos vários exemplares de redondos. Muitos peixes subiam para comer na superfície e os ataques eram constantes. Hora o Matheus fisgava exemplares com as rações JR Neto Anteninhas, hora o Lusca, o Gilberto e o Pimpão representavam na Massa Japonesa de fundo.
(equipamentos LUMIS: Vara duas partes Lumis Infinity de 08 a 20 libras para molinete, Lumis Mystique 2-6 lb e Lumis Custom by Lusca 15-30lb, 7´0. Além da sensacional Lumis Top Carbon duas partes, 2,40mt.)
Eu, Frango e a Diana pescamos na superfície. A Diana na pesca de superfície e eu, com BÓIA CEVADEIRA BARÃO e a anteninha JR NETO, Fishing News, preta com miçanga vermelha. Fisgamos os exemplares. Ainda teve um belo Tambacu fisgado pelo Tico, um amigo pescador que estava ao nosso lado. Até o Edson, responsável pelo restaurante e lanchonete entrou na diversão. É muito peixe pessoal!

Deixo aqui como dica o Alto da Serra Pescarias, ambiente tranqüilo, peixes ativos e muita diversão! Agradecemos ao Ítalo, proprietário, pela oportunidade, ao Washington Takahashi pela confiança e parabenizamos toda equipe pela pescaria!
No Alto da Serra Pescarias você pode agendar também, sua pescaria noturna com amigos. Entre em contato com o Ítalo para mais informações.


ALTO DA SERRA PESCARIAS
Acesso pelo KM 37 – Rodovia dos Imigrantes – Pista Santos/SP.
(11) 99410-1005 / 96830-7786 / ID: 93*131748 (11) 94707-9838




Até a próxima,
Tambaluko Pesca Esportiva.

OFERECIMENTO:
Moradores de Ribeirão Preto e toda região. Nossa indicação é comprar seus equipamentos e acessórios com a Martinelli Pesca & Náutica. Av. Presidente Vargas, 2627 - Ribeirão Preto - SP 16-2102-6363 - www,martinelli.com.br

A melhor qualidade em bóias para pesca esportiva e profissional! Disponível nas melhores lojas do ramo.  Rua das Gílias, 322-A - São Paulo - SP 11-2084-8699 - www.boiasbarao.com.br

Patrocinadores:
Martinelli Pesca & Náutica: www.martinelli.com.br
Bóias Barão: www.boiasbarao.com.br
Massa Japonesa
                                                                     
Parceiros:
Revista Fishingnews: www.fishingnews.com.br
Pesca, Náutica e Cia: www.pescanauticaecia.com.br

Curta também nossa página no facebook:

Siga-nos pelo Instagram:

Inscreva-se em nosso canal do Youtube: