3 de fev de 2016

PESQUEIRO RANCHÃO DO PEIXE COM FISHING NEWS - O PEQUENO NOTÁVEL

Olá Tambamigo e Leitor,
Um pesqueiro não precisa ser grande para ser bom. Para comprovar esse raciocínio, fizemos a primeira reportagem em parceria com a Revista Fishing News no RANCHÃO DO PEIXE. Confira!!




Há dois anos, à administração do pesqueiro mudou, assumindo o lugar o grande Ronie Beyer. De origem alemã e com experiência no ramo de entretenimento e lazer, decidiu implantar uma gestão profissional no Ranchão do Peixe, com um planejamento adequado onde por controlar tudo com muita facilidade. O Ronie tem trabalhado forte para oferecer o melhor e merece muito os elogios que tem recebido.

Nesse período, fez a higienização do fundo do lago, melhorou a estrutura para atender melhor seus clientes, oferecendo quiosques confortáveis, passaguás disponíveis para todos, assistência de colaboradores para quem não tem prática em manusear o peixe e também investiu em muitos peixes. Muitos peixes mesmo. Além de todo acompanhamento do biólogo renomado e parceiro Fábio Mori, que também cuida da qualidade da água.
bacana do Ranchão do Peixe é a sua localização, pois fica na Estrada da Roseira, 5001, a 30 minutos da Zona Norte de SP. É uma estrada turística no meio da Serra da Cantareira com bares e restaurantes em suas margens, paisagens magníficas, com muita natureza, muitos condomínios de alto padrão e ar puríssimo. É tudo de bom. Para os conhecedores da Zona Norte, o pesqueiro fica a uns 500 metros do bar do Pedrão.

Como sempre, a equipe para essa pescaria foi formada por diversos pescadores, que tem preferências por técnicas diferentes, e assim, demonstrar à vocês leitores e pescadores, o resultado em diversas modalidades de Pesca. Pela Revista Fishing News participaram como convidados o Clóvis, o Gustavo, praticante da pesca de arremesso com iscas artificiais (baitcasting), o Washington diretor da revista e eu, Nelson Chiba. Pelo Tambaluko Pesca Esportiva, participaram o Frango, Collares, Matheus e seus parceiros Renato (fabricante da Massa Japonesa) e o Neto (fabricante dos produtos JR Neto Anteninhas) com seu
sobrinho Emanuel. Nesse evento como convidado especial, também contamos com a presença ilustre do Lusca Pacheco. Um dos ícones da pesca esportiva no Brasil, muito experiente, conhecedor de diversas técnicas e apresentador de programa de pesca na TV por muitos anos. Um excelente amigo de pesca!!! O Lusca participou representando a marca LUMIS que é um dos anunciantes da revista. Essa pescaria foi o início de um trabalho de colaboração à essa excelente marca de produtos de pesca.

Vamos a pescaria:
Com o dia nublado e equipe reunida na beira do lago, bastou alguns minutos de pesca para descobrir porque o Pesqueiro Ranchão do Peixe está famoso. Gente, é peixe, muito peixe. Praticamente em todas as modalidades pesca-se bem. Na superfície com Bóia cevadeira Barão, logo de início, o Neto pescou belas Matrinxãs. Simultaneamente o Clóvis também fisgou uma bela Tilápia na superfície. Quando a cevadeira caia na água, parecia que água fervia de tanto peixe comendo a ração. Como o lago não é muito grande, então não precisa todo mundo ficar cevando. Por isso, para testar uma modalidade diferente, comecei pescando na meia água com um torpedinho Barão, chicote de 80cm e bolinha de massa como isca. O objetivo eram fisgar os redondos, Pacus e Tambas. Mas o que veio mesmo foram belas Tilápias, muitas Tilápias.
Na outra margem do lago, o Gustavo tentou outra modalidade. Praticante do baitcasting, pescou com jig head iscado com um pequeno shad. O resultado foi fisgar uma grande Tilápia. Veja que interessante, Tilápias pescada no jig head e com shad. Para mudar um pouco a pescaria, o Gustavo decidiu pescar na superfície com "boinha" de arremesso (fly caipira). Amigos, é até covardia. Cada arremesso um peixe. Motivado pela facilidade de captura, aderi também essa técnica, só que usando micro molinete. Assim fica mais esportivo pescar com tralha mais leve. Foram muitas tilápias pescadas dessa maneira. Falando mais sobre  a pesca do Gustavo, chegou uma hora que ele saturou de tantas Tilápias. Então mudou sua pesca para iscas artificiais, mas com detalhe super importante para pesque pague. Trocou as garatéias por anzóis próprios para plugs. Pessoal, foi incrível a ação das Matrinxãs atacando a isca. Lembrete: tem muitos pesqueiros que não permitem a pesca com iscas artificiais, portanto, antes de pescar, consultem as normas do local.
Quase ao meio, o lago tem uma divisão feita pela corda do areador. Do outro lado da corda ficaram o Renato, Lusca e o Frango. O Renato pescou no fundo com a sua Massa Japonesa. Durante todo o dia teve muito sucesso. É outra técnica muito eficiente e quase infalível. O diferencial foi pescar predominantemente os redondos. Muitos Tambacus e Pacus. Foi um dos pescadores que mostrou o potencial do pesqueiro com bons exemplares. Para provar a versatilidade da massa, também pescou Tilápias e um Jundiá Onça, bem na beira do lago. E foi na Massa Japonesa.
O Lusca, inicialmente tentou diversas técnicas onde teve êxito com os Pacus, as Matrinxãs e as Tilápias. Mas pescando ao lado do Renato, foi impossível não se interessar pela técnica dele. Então, o Renato, como bom pescador que é, passou todos os fundamentos da nova forma de pescar no fundo com massa. Conclusão, só deu os dois pescando Pacus e grandes Tambacus. O Lusca pescou uns "Tambões" de respeito. Entre seus equipamentos de primeira, usou molinete Okuma RTX 305, vara LUMIS Infinity de duas partes, 6,0 pés, 17lbs. No outro conjunto, carretilha Okuma Cerros, vara LUMIS Custon By Lusca de duas partes, 5,6", 17 lbs. Parabéns Lusca pela companha e pelo excelente resultado!!
A pescaria do Frango dessa vez foi diferente. Para diversificar as técnicas, resolveu armar duas varas para Carpas Cabeçudas. Como isca, usou as pastilhas CARPUS nos aromas Mamão e Melão. Só foi o tempo das Carpas descobrirem a isca. Daí pra frente foi um festival de capturas. Um fato curioso: Foram fisgadas cinco exemplares num espaço de tempo de pouco mais de meia hora. E o mais incrível, foi com a mesma isca. Uma única pastilha pescou cinco Cabeçudas. Nunca tinha visto isso. Uma delas pegou na batida, foi a bóia cair na água e afundar. Parece conversa de pescador, mas não é!!!!

Estava tão fácil que virou brincadeira. Quem estivesse mais perto, fisgava a vara com a Carpa. Então amigo, vai aparecer muita gente com carpa nas mãos, rsss!!!!
Nessa pescaria foi comum muitos dubles e até triples. Muita produtividade em diversas técnicas diferentes. Ainda quero comentar a pescaria do Matheus, Neto, Emanuel e Collares. Todos pescaram bem demais, alguns além da conta. Como sempre contribuindo para a realização de ótimas reportagens e muitos peixes fisgados. Consequentemente muitas fotos. Recomendo usar as iscas JR Neto Anteninhas em suas pescarias, são diferenciadas mesmo. (comentou o Frango).
Para finalizar, o Ronie está até fazendo experiência tecnológica, colocando microchip em algumas espécies. Isso para acompanhar os costumes e monitorar o desenvolvimento dos exemplares. Algumas coisas interessantes ele me contou. Como por exemplo: Qual o lugar do lago que os peixes gostam de ficar, quantas vezes um exemplar foi fisgado e etc. Nesse caso, um Jundiá foi fisgado duas vezes no mesmo dia. Com certeza, quem pescou o peixe, cuidou muito bem dele para que isso acontecesse. Por isso sempre alertamos para ter cuidado com os exemplares fisgados, não derrubando no chão, não machucando a boca com alicate, não ficando um tempão tirando fotos. Quanto menos estresse causarmos ao peixe, mas ativo ele fica. Fica a dica..
Bem amigos, posso dizer que essa pescaria foi uma festa mesmo, tudo saiu perfeito e quero ressaltar a qualidade da equipe. Só gente boa, muita brincadeira sadia para deixar o ambiente alegre e descontraído, fundamental para um excelente dia de pesca. Encerramos essa reportagem agradecendo ao Ronie, pela oportunidade de apresentar um pesqueiro diferente e exagerado, na quantidade de peixes, na cortesia, no atendimento, destacando-se entre os pesqueiros da região. Por isso é o pequeno notável. Indicado para famílias.





Nós do Tambaluko Pesca Esportiva usamos os produtos Barão, JR Neto Anteninhas e a Massa Japonesa.







Pesqueiro Ranchão do Peixe 
Estrada da Roseira, 5001 
Serra da Cantareira Mairiporã - SP 
fone: 11-4485-3949 - Proprietário: Ronie.
Funcionamento de quarta a domingo (sujeito a confirmação).




Texto: Nelson Chiba (Revista Fishing News)
11-98289-7565 - nelsonchibapesca@gmail.com

Até a próxima!
Tambaluko Pesca Esportiva.

OFERECIMENTO:
Moradores de Ribeirão Preto e toda região. Nossa indicação é comprar seus equipamentos e acessórios com a Martinelli Pesca & Náutica. Av. Presidente Vargas, 2627 - Ribeirão Preto - SP 16-2102-6363 - www,martinelli.com.br

A melhor qualidade em bóias para pesca esportiva e profissional! Disponível nas melhores lojas do ramo.  Rua das Gílias, 322-A - São Paulo - SP 11-2084-8699 - www.boiasbarao.com.br

Patrocinadores:
Martinelli Pesca & Náutica: www.martinelli.com.br
Bóias Barão: www.boiasbarao.com.br
Massa Japonesa
                                                                     
Parceiros:
Revista Fishingnews: www.fishingnews.com.br
Pesca, Náutica e Cia: www.pescanauticaecia.com.br

Curta também nossa página no facebook:

Siga-nos pelo Instagram:

Inscreva-se em nosso canal do Youtube: