28 de mar de 2015

PESQUEIRO GIRASSOL COM FISHINGNEWS - UMA JÓIA DA NATUREZA NO LITORAL SUL DE SÃO PAULO



Olá Tambamigo e Leitor!
Em parceria com a Revista Fishingnews, partimos rumo a Peruíbe, Litoral Sul de São Paulo. Nosso destino foi o PESQUEIRO GIRASSOL, lugar lindo e em meio a total natureza. Foi surpreendente a quantidade de bons exemplares fisgados! Confira a matéria completa.





Convidados pelo grande parceiro Washington da Revista Fishingnews, eu Frango e o grande Netão,  pioneiro na fabricação das melhores iscas para tambas do mercado, seguimos rumo ao Litoral Sul de São Paulo, mas exatamente em Peruíbe. Saímos de São Paulo por volta das 04h00 da manhã para nos juntarmos à equipe da Revista, que nesse dia era composta pelos amigos: Washington Takahashi, Tavinho, Nelson Chiba e o Jean Coqui, fera em pescaria de Ultraligth!



Em meio a uma natureza exuberante, no pé da serra e a sete km do trevo de Peruíbe, é um lugar muito gostoso que deve ser visitado, mesmo por turistas que gostam de uma boa comida e em um ambiente de fazenda. O destaque é a costela assada e depois grelhada na chapa, servida com mandioca. Muito bom! Para quem gosta de comida oriental, tem Yakisoba e Sashimi de Tilápia. Sashimi com uma cervejinha, “vixi”, nem é bom lembrar que dá água na boca...

Como pesqueiro, posso dizer que o Girassol é recomendado para ser frequentado com a família. É tranquilo, aconchegante e muito bonito. Para pescar nos lagos, você não precisa ser nenhum profissional, não sendo necessário fazer longos arremessos e ficar sofrendo com linhas cruzadas, ideal para crianças. 

Com equipamento médio é possível ter muito sucesso, e muita alegria, tanto você como a sua família! Também, não importa se vai pescar com varinha de bambu ou com um equipamento de última geração, pelo nosso dia de pesca, conferimos que todas as técnicas deram certo. Algumas com resultados impressionantes!
Um detalhe que chamou a atenção de todos e que complementa o lugar, é a quantidade de pássaros silvestres. Um mais bonito que o outro! Alguns exóticos, deixando a pescaria mais alegre, com os seus cantos.  Acho que os pássaros têm muito dos instintos naturais dos peixes. São ariscos, e por qualquer razão voam embora. Os pássaros, a gente vê para onde vão, mas os peixes somem deixando os pescadores na mão... Daí, a gente precisa de uma interação com a natureza e tentar descobrir onde está o peixe, para depois pescá-lo. Se você não tiver respeito e conhecimento das regras da natureza, fica mais difícil encontrá-los. Para as crianças, observar um pássaro multicolorido como uma “Saíra Sete Cores” é a oportunidade de aprender como a natureza é perfeita. Na natureza, tudo está em harmonia. Nós os homens é que muitas vezes, por desinformação, quebramos este equilíbrio, prendendo ou matando o bichinho. Muitos amantes da natureza dizem: "Estar em harmonia com a natureza é estar mais próximo de Deus". A presença de tantos pássaros, significa que o pesqueiro Girassol é um lugar preservado e em perfeita interação com a natureza. Além, de certa forma, ficar próximo da reserva da Juréia. Por esse motivo o título dessa reportagem "uma joia da natureza". Agradeçemos ao Jean Coqui pelas fotos tiradas de alguns pássaros.
Sobre o pesqueiro, a informação que temos, é que o lugar tem muitos peixes. Alguns foram criados no próprio local, ficando anos em tanques de criação, até atingir o tamanho ideal, como as Matrinxãs e Tilápias. Outros foram trazidos de criadores especiais como os grandes Tambas e os peixes de couro. Além dos citados, tem bastante Pacus, Carpas Húngaras, Traíras e Piaus que estão esperando por você, para uma boa pescaria e também um excelente passeio!

Outra informação importante, é que fica no litoral, ao nível do mar. Então o clima e a variação da pressão são mais estáveis, contribuindo para que os peixes fiquem mais ativos, portanto, com mais possibilidades de ação.

Tem o lago principal que é muito extenso, e é destinado para a pesca esportiva. Nele tem duas áreas de pesca, sendo que em uma delas você pesca só de um lado, do outro lado é mata nativa com muita galhada na água. Muito parecido com as estruturas de rios. Na outra parte que fica depois da ponte, é uma área mais livre e limpa, onde pode-se pescar  nas duas margens. É o lugar para pescar os grandes Tambas. Além do lago principal, há outros (dois) lagos, menores, disponíveis para pesca. Um com peixes variados e outro exclusivo para Tilápias.
Muito bem recepcionados, pelo proprietário Roberto, iniciamos nossa pescaria. Logo pela manhã, sem dúvida, a grande surpresa foi o sucesso na captura dos Tambas. Brutos e cheios de vida, comprovaram a eficiência das iscas do nosso parceiro JR Neto.  Com bóia torpedo Barão e ração furadinha de banana do Netão, fui o primeiro a fisgar. Muita festa e uma bela fotografia! Show de bola!!!!

Mas depois, o Netão desandou a pegar, um na sequência do outro, se dando ao luxo de ir trocando as iscas, para testar. Ração furadinha de banana, mel, pinga foram as preferidas. 
Resultado: muitos peixes fisgados e de diferentes tamanhos. E assim foi durante todo o dia...

Além dos Tambas, pescou Matrinchãs e Pacus. A técnica usada, foi na meia água com boias torpedinho e cevadeira Barão, chicote de 1,0 a 1,5 mts, linha transparente 0,40 mm, anzól Chinu nº. 7. Pescando de fundo, usando duas rações furadinhas de isca, também tivemos resultados. Na superfície, pelo dia ensolarado, os peixes ficaram discretos, não tendo muita ação. Então, não conseguimos testar a pesca com as anteninhas. Para a tranquilidade do pescador, todas as iscas usadas estão disponíveis no pesqueiro, e comprovadamente tem muuitos Tambas! Não são os gigantões, mas garantem muita diversão.

O Washington Sam e o Tavinho também pescaram, o Washington Sam um pouco menos. Variando nas modalidades de Ultralight e bóia torpedinho Barão, juntamente comigo e com o Netão, pescaram muitos exemplares!
Já o Nelsão, optou pela pesca das briguentas e saltadoras Matrinchãs existentes no Pesqueiro Girassol. Com vara de 17 libras, 5.6 pés e carretilha de perfil baixo, carregada com linha de nylon 0,28 mm, fez sua pescaria. Relato do Nelson Chiba: "Vou confessar a vocês que fazia muito tempo que não me divertia tanto com um peixe, ainda mais num lugar onde a estrutura dá uma sensação de rio. Era só acertar o arremesso debaixo da galhada e “vapt”. Matrinchã na linha. As bichinhas bravas, dão seus pulos fazendo o maior escândalo, tentando correr para o enrosco e algumas vezes conseguiam. Então, tchau anzol e boia de arremesso. 



Pelas características de ambiente selvagem, apelei mesmo, levando como isca, minhoca viva, iscada inteira no anzol. Usei o anzol cristal de haste longa da Maruto, nº 1, próprio para pescar com minhoca e preservar um pouco a linha dos dentes serrilhados do peixe. Boia de arremesso de 10 g e um chicote de 1 m de linha de monofilamento transparente nº 0,43 mm. A modalidade foi o “baitcast” que teve ação direta, ao ponto que até às 14h00, acabou o meu pote de minhoca. Lembro que a última minhoca raquítica e magricela foi pro anzol e assim que caiu na água, já tinha peixe na linha. Quero fazer uma observação importante, que mesmo com o anzol de haste longa, toda hora que tinha uma ação, tive que cortar um pedaço da linha porque ficava tudo puída ou ralada. Assim, passei a manhã, cortando a linha e amarrando anzol de novo. Foi o preço para não usar anzol encastoado, que reduz a ação." 

E como relatou o Nelsão, valeu a pena! Depois que acabou a minhoca, ele começou a pescar com a massa feita no próprio pesqueiro e também deu resultado. Não tanto quanto a minhoca, mas deu. A surpresa foi pegar algumas Patingas brigadoras. Observamos também que outros pescadores, também tiveram resultado, pescando com salsicha.

No almoço, pudemos experimentar e comprovar o tempero gostoso dos pratos, como também o capricho de como são preparados e servidos. Costela especial, que é o prato da casa, isca de peixe, salada e yakisoba com os acompanhamentos. Muito bom!! Equipe reunida na mesa, pudemos conversar sobre o sucesso de cada um, em sua técnica. Todos já estavam satisfeitos pela grande quantidade de capturas. Assim pudemos relaxar e dedicar um pouco de tempo num bate papo interessante com o Roberto, proprietário, que falou da sua dedicação em aprimorar cada vez mais o pesqueiro, e consequentemente, receber melhor os pescadores e suas famílias. É muito bom saber que como dono, ele sempre está atento ao engrandecimento do lugar. 
A pesca Ultralight praticada pelo pescador Jean Coqui, como sempre, teve muito resultado. Pelas características dos lagos, por não serem muito largos, fica mais fácil arremessar e acessar os peixes em qualquer direção. 
Logo pela manhã, o Jean começou pescando no lado selvagem do lago. Foi muito produtivo, mas, pelas características da técnica de difícil controle no equipamento leve, o peixe logo levava a linha para as galhadas, ficando difícil de tirá-lo para ser fotografado e contando com a perda de alguns anzóis. Então, foi necessário mudar de lugar. O lugar escolhido foi a outra ponta extrema do lago. O lugar é limpo, sem enrosco, permitindo uma briga justa com os peixes. Aí sim, foi só alegria! Toda a piscosidade da técnica Ultralight reverteu-se em Tambas, Carpas, Tilápias, Pacus, Matrinxãs. O Jean passou o dia sorrindo. Coisa boa, gente! Pra quem não conhece as características da pesca Ultralight, passamos a seguir, alguns detalhes do equipamento usado: Varas telescópicas customizadas (Amental Fishing - ação média), micro molinete, linha de multifilamento 6 lbs, anzóis Maruseigo 14 e 16 (sem encastoado). Show de bola Jean.....


Após o almoço, já com a sensação de dever cumprido, dedicamos um tempo para passear pelo pesqueiro, outros foram fotografar pássaros e o Nelsão, como sempre, foi conversar com alguns dos frequentadores do pesqueiro. Por ser no meio da semana, foi uma boa surpresa ter muitos frequentadores para dividir conosco o dia de pesca. Um desses pescadores que conhecemos, é uma grande figura pública. Trata-se do Genival, que tem uma banda de forró, a “Forró 100 Preconceito”. Diz ele, que quando sobra um tempo entre os shows, vai correndo fazer uma pescaria no Pesqueiro Girassol. É para aliviar o stress, segundo ele. Um grande abraço ao Genival e obrigado pelo CD de forró, especialmente presenteado. Nós da Fishingnews e do Tambaluko Pesca Esportiva, desejamos que continue tendo muito sucesso na música. Mas não deixe de pescar!
E assim finalizamos mais uma matéria com uma bela indicação para vocês do Litoral. Vale a pena conhecer o Pesqueiro Girassol! Agradecemos ao Roberto, proprietário, pela parceria e por toda a atenção, à Revista Fishingnews pela oportunidade a aos nossos patrocinadores pela confiança em nosso trabalho.

Acompanhe também o vídeo completo dessa pescaria que vale muito a pena!

 e increva-se em nosso canal do youtube!!!!

Pesqueiro Girassol
Estrada Armando Cunha, Km 5,8 - Peruíbe - SP
(13)-3456-1317 - proprietário Roberto
Horário de funcionamento: de quarta à segunda das 08h00 às 18h00.

Texto: Nelson Chiba - Revista Fishingnews e Frango Tambaluko.
Revisão de texto: Edna Azambuja.

Até a próxima!
Tambaluko Pesca Esportiva






Oferecimento:
Moradores de Mogi-Mirim e toda região. Não deixe de comprar seus equipamentos e acessórios com o Pescador Fishing Shops. Avenida Mogi Guaçu, 2197 - Parque do Estado 2 - Mogi Mirim - SP - 19-3804-5598 - www.opescadorpesca.com.br

Moradores de Ribeirão Preto e toda região. Nossa indicação é comprar seus equipamentos e acessórios com a Martinelli Pesca & Náutica. Av. Presidente Vargas, 2627 - Ribeirão Preto - SP 16-2102-6363 - www,martinelli.com.br

A melhor qualidade em bóias para pesca esportiva e profissional! Disponível nas melhores lojas do ramo.  Rua das Gílias, 322-A - São Paulo - SP 11-2084-8699 - www.boiasbarao.com.br

Patrocinadores:
O Pescador Fishing Shops: www.opescadorpesca.com.br
Martinelli Pesca & Náutica: www.martinelli.com.br
Bóias Barão: www.boiasbarao.com.br
                                                                     
Parceiros:
Revista Fishingnews: www.fishingnews.com.br
Pesca, Náutica e Cia: www.pescanauticaecia.com.br

Curta também nossa página no facebook:

Siga-nos pelo Instagram:

Inscreva-se em nosso canal do Youtube: