7 de jun de 2013

PESQUEIRO TRÊS IRMÃOS - EXCELENTE OPÇÃO PARA PESCA NO LITORAL SUL


Pesqueiro: Três Irmãos.
No último dia 29/05/2013, partimos da Zona Norte de São Paulo rumo ao litoral Sul, mais especificamente no município de Itariri.   Dessa vez, nosso destino foi o Pesqueiro Três Irmãos, muito famoso e conhecido entre os pescadores. Participaram dessa divertida e grande pescaria o Frango da nossa equipe, e os  amigos, Alex Silva, Talita e Ednei da equipe de pesca Calango Doido..



Partimos às 04:00 da manhã sentido Rodovia dos Imigrantes e no meio do caminho decidimos dar uma paradinha para degustar um delicioso café de manhã, com pão-de-queijo e é claro, o tradicional pãozinho na chapa. Após reforçar as energias com um belo café em plena madrugada, seguimos viagem rumo nosso destino. Quanto mais próximos chegávamos de Peruíbe, mais adrenalina e vontade de pescar sentíamos. Todos que pescam com amigos sabe da emoção que é chegar próximo a um grande e famosos pesqueiro.


O pesqueiro:
O Pesqueiro Três Irmãos está localizado a mais ou menos 160 kilometros de São Paulo,  mais exatamente na Rodovia Padre Manuel da Nobrega, Km 359, Município de Itariri, Cidade de Peruíbe, Litoral Sul de São Paulo.


Estrutura e peixes:
O Pesqueiro Três Irmãos é conhecido entre os grandes pescadores pela quantidade e variedade de peixes existentes nos lagos, entre eles, podemos destacar os grandes Tambacús e os Tucunarés Amarelos. Nesse magnífico local, os peixes ficam ativos o ano todo e para eles não existe, Primavera, Verão, Outono ou Inverno, ou seja, é peixe e mais peixe comendo o dia todo, oferecendo aos pescadores momentos de grandes emoções. 

Como muitos sabem, existem determinadas épocas do ano em que os peixes ficam menos ativos, como o Outono e Inverno, isso devido a instabilidade climática. No Pesqueiro Três Irmãos, isso é diferente, os peixes ficam ativos o ano todo, porque além de estar situado no Litoral Paulista o que deixa a água do lago sempre com temperatura elevada, ainda está a 100 metros de altitude do nível do mar o que mantém a pressão atmosférica alta o ano inteiro. Por esses motivos os peixes estão sempre ativos e tornam-se muito mais resistentes, oferecendo aos pescadores grandes e demoradas brigas.




O lago do Três Irmãos é muito grande e acomoda uma grande quantidade de pescadores, além de ser abastecido por três nascentes. Em meio à reserva da Juréia, o pesqueiro é cercado de muito verde e de total natureza. Podemos encontrar pássaros de diversas espécies, Tucanos e outros. A seguir, acompanhem algumas fotos desse excelente local.
Vamos a pescaria que realmente ficará na história pela quantidade de peixes fisgados em um único dia, sem contar que em cada fisgada era uma grande briga. 
Chegamos as 06:30 da manhã e o Alex Silva foi logo o primeiro a armar sua tralha e dar o seu arremesso, isso enquanto todos ainda estavam curtindo o ambiente. Utilizando bóia cevadeira, chicote de um metro e meio e como isca o famoso beijinho/dango, logo sua bóia afundou e foi aquela emoção. Fisgou e após muita briga conseguiu tirar o seu belíssimo Tambacú de 19 kilos. Não é história de pescador, pesamos na balança digital e deu exatamente 19 kilos. rssss...

Logo na sequência, isso ainda por volta das 07:00 da manhã, sua bóia afundou novamente e  ai tivemos a certeza de que o dia seria de muitos peixes e brincadeiras. Fisgou outro belo Tambacú de 17 Kilos e que lindo era o peixe!


Enquanto ainda estávamos fotografando e curtindo esse belo peixe, a Talita utilizando como técnica a opção de fundo, fisgou um pacú menor. Após risadas e alegria, decidimos registrar os dois peixes juntos, vejam a diferença na proporção!

O Frango, seguindo a técnica utilizada pelo Alex Silva, observou que os peixes não estavam atacando a sua isca que era o mesmo beijinho/dango que o Alex estava utilizando, mas em tamanho menor. Logo decidiu  trocar de isca e colocou o beijnho/dango um pouco maior,  foi tiro e queda, não ficou atrás, e rapidamente engatou o seu Tamba.

Como estávamos pescando e cevando próximo ao raso, ao buscarmos na lanchonete alguns refrigerantes e salgados, percebemos que grandes Tambas estavam comendo na superfície. O dia estava muito quente e o sol esquentou a água rapidamente, os grandes Tambas decidiram comer, isso no rasinho, bem próximo a margem.  E não eram poucos hein, só panelas.....!!!

A Talita e o Ednei que estavam pescando Tilapinhas para pesca dos Tucunarés, ao perceberem o movimento de gigantes na água, logo armaram seus equipamentos com bóias cevadeiras grandes e a famosa anteninha. Foi fatal !!!. A Talita engatou seu redondo de 18 kilos e foi aquela briga, o peixe não desistia em nenhum momento, mas após muito esforço conseguiu tirá-lo da água, olha que lindo peixe!


 
E o Ednei? Tentando, tentando e tentando, engatou o seu gigante, que na briga acabou escapando.... Mas isso acontece em todas as pescarias e não desanimamos... 

O Alex Silva, Calango Doido, logo armou sua anteninha e foi para o raso tentar mais um grande Tamba, e advinha o que aconteceu? Não demorou muito e tirou outro troféu da água, outro redondo de 19 kilos....
Após toda essa emoção na parte da manhã, decidimos parar um pouco para o almoço. O Pesqueiro Três Irmãos oferece aos pescadores, lanches, salgados, pastéis e pratos prontos, no valor de R$ 18,00. Todos acompanham arroz, feijão, salada ou batata-frita.
Em meio à brincadeira, conversa e saboreando nosso almoço, recebemos uma visita inesperada. Um lindo Tucano apareceu e posou para fotos. 


A tarde prometia grandes emoções e a Talita foi em busca dos Tucunarés, mas antes ao tentar pegar sua bóia que tinha perdido, colocou em sua isca artificial de superfície um chumbo para arremessar com mais facilidade e resgatar sua bóia. E não é que na beirada já fisgou seu Tucunaré?!

Por incrível que pareça, a técnica deu certo! A Talita continuou com seus arremessos e fisgou esse Tucuna Amarelo, belíssimo exemplar existente no pesqueiro!
Olha o Ednei ai... Conseguiu engatar seu redondo após diversas tentativas.
Enquanto o Calango Doido Ednei estava tirando suas fotos, a bóia do Frango afundou e mais um belo Tambacú engatado!
Na parte da tarde, os peixes começaram a subir demais, dessa vez, mais para o meio do lago. Usando bóia cevadeira média, chicote de um metro e meio com e.v.a e miçanga sem boinha sinalizadora, o Frango rapidamente engatou outro redondo.
O nosso brother Alex Silva, também usando sua bóia cevadeira com anteninha, novamente engatou mais um, eram muitos peixes subindo,  muitos mesmo!!!
E lá vem o Frango com seu Tamba de 17 kilos, fisgado com miçanga marrom clara e e.v.a marrom escuro, esse foi inevitável... Ele não resistiu a emoção e abraçou o menino..... 
Eram Tambas e mais Tambas, só os pretos e os lombos subindo na água, uma emoção atrás da outra.
No final do dia, os peixes voltaram  a comer na parte rasa do lago e o Calango Ednei engatou sua bela matrinxã.
A Talita, representando as mulheres na pescaria, continuou fazendo sua parte e engatou mais esse belo Tambacú, usando um equipamento muito leve e armado de fundo. E novamente o beijinho/dango como isca, não negou fogo.
E para fechar mais essa grande pescaria entre Tambaluko e Calango Doido, o Alex engatou  esse belíssimo redondo de 18 kilos.
Indicamos mais este pesqueiro, o Três Irmãos, a todos os pescadores que curtem grandes peixes e emoção, vale a pena conhecer........ 

Recomendações e dicas:
- Por se tratar de mata preservada, na região existem muitos pernilongos e borrachudos. Por esse motivo, sugerimos aos pescadores que usem repelentes. Usem calça comprida, meias, tênis e camisa manga longa. Se necessário usem luvas, como o Frango, por exemplo.
- Não deixem faltar em sua tralha o passaguá, pois com ele ficará muito mais fácil de tirar os grandes peixes da água.
- Não deixem de utilizar protetor solar.
- As margens do lago são rasas demais,  então pedimos que tenham cuidado ao soltar o peixe na água. Se possível, ajoelhe e solte-o com carinho. 
- Em nenhum momento jogue o peixe na água de uma altura elevada, pois com certeza ele se machucará ao cair nas beiradas rasas do lago.
- Outra preocupação do pesqueiro, é com o bem estar dos peixes, portanto, não é permitido o uso do alicate de contenção.


Agradecimentos:
Agradecemos ao Otávio e a Jacqueline pela atenção, excelência no atendimento e suporte fornecido às nossas equipes. Aos funcionários do pesqueiro, e gostaríamos de parabenizar o Adriano proprietário por incentivar a pesca-esportiva e pelo excelente ambiente criado no Três Irmãos.

Para informações adicionais, entrem em contato:
Pesqueiro Três Irmãos
Rodovia Padre Manuel da Nobrega, Km 359
Itariri (Peruíbe)- São Paulo. 
Tel: (13) 9723-8188
Tel: (13) 9619-6064

Estrutura:
Tarifas:
R$ 25,00 para pesca-esportiva diurna;
R$ 40,00 taxa para pesca noturna, agenda antecipada no mínimo de seis pescadores.
Chalés: R$ 60,00 por pessoa com taxa de pesca noturna inclusa
Horário de atendimento: das 05:00 às 19:00 horas.
Preços sujeitos a confirmação e de acordo com as normas do pesqueiro.

Parceiro:

Patrocinador:
Pesqueiro Cantareira: www.pesqueirocantareira.com.br