26 de abr de 2013

PARQUE MAEDA - UMA PESCARIA DE GIGANTES NO TANCÃO


Nossa equipe visitou o Parque Maeda, localizado em Itú - SP. A pescaria foi realizada no famoso Tancão, local rústico, onde respira-se natureza por todos os lados e mesmo assim com muita comodidade para os pescadores. 
Foi uma pescaria de gigantes, muita emoção e grandes Tambacús  em todo tempo !!

Em sua sede principal, além da prática para pesca esportiva, o Parque Maeda conta com uma estrutura de atividades diversas para grupos de excursões, escolas, terceira idade e crianças. Um verdadeiro Parque de diversões para toda a família.

Mas, o foco principal desta matéria, é mostrar aos nossos leitores o Tancão, com 50.000  m2, uma verdadeira represa natural, com grandes peixes. Mesmo em meio a este maravilhoso ambiente rústico e cercado de natureza, o Tancão do Parque Maeda oferece aos seus clientes, muita comodidade e conforto, além é claro, do atendimento de primeira linha.














Chegamos no pesqueiro por volta das 08:00 horas e começamos arrumar nossa tralha para mais uma bela pescaria. Na bagagem não poderiam faltar as iscas matadeiras e que sempre deram excelentes resultados em nossas pescarias realizadas neste local maravilhoso.

As iscas que sempre utilizamos nas pescarias do Tancão são: o famoso beijinho/dango que nunca nega fogo neste local, goiabada, a tradicional ração na pinga, e.v.a. com miçanga e desta vez, testamos a P40 flutuando, que também nos rendeu um bom resultado.

Iniciamos nossa pescaria no deck principal e logo no segundo arremesso, o Frango utilizando o beijinho/dango fisgou seu exemplar, um belo Tambacú!




 O Collares não ficou atrás e após alguns arremessos, mostrou suas técnicas e foi contemplado com um Pacú.




O dia de pescaria só estava começando e o Matheus na sequência, utilizando como isca  ração na pinga, engatou uma belíssima Matrinxã.




Ao meio dia, percebemos que os peixes estavam subindo para comer a ceva, mas não estavam atacando nossas iscas e então decidimos parar um pouco, para uma refeição.

No Tancão, o almoço não é servido diretamente na lanchonete, devem ser reservados e solicitados com antecedência aos atendentes que passam por todo lago anotando os pedidos. Em um determinado horário agendado pelo cliente, eles trazem o almoço quentinho para os pescadores, que podem optar por consumir na lanchonete ou no próprio lago. Na lanchonete, encontramos uma variedade de salgados e lanches.







Após o almoço, voltamos à pescaria e percebemos que os peixes continuavam a subir mas não atacavam nossas iscas.

Foi quando observamos que os peixes também estavam subindo à esquerda do restaurante, ou para melhor localização ao entrar pela portaria do Tancão à direita, parte mais funda do lago. 







Arrumamos nossas tralhas e mudamos de local no lago e para nossa felicidade, lá estavam eles, os grandes Tambacús. Foram inúmeras fisgadas, e as bóias cevadeiras com iscas de superfície entraram em ação. Utilizamos e.v.a.s com miçangas, P40 e pão, sucesso total.

O Frango logo engatou o seu, utilizando como isca a P40 na superfície.


























O Matheus não poderia ficar atrás, montou seu equipamento utilizando como isca e.v.a.s escuros com miçanga marrom escura e observem o resultado.



Eram peixes e mais peixes, a cada arremesso uma emoção, senão fisgando o peixe mas com os ataques de gigantes.

































Já estávamos cansados, quando por volta das 15:00 horas, o Tambaluko Kendy chegou no pesqueiro para compartilhar conosco esse momento. Logo no primeiro arremesso a bóia afundou.































Para finalizar a pescaria no Tancão, ainda fomos contemplados com três monstros, belíssimos Tambacús!






























Verdadeiramente cansados, depois de tantas brigas, muita adrenalina e satisfação, após as 18:00 horas, decidimos continuar a pescaria, que é permitida até as 23:00 horas, na sede do Parque Maeda, só que desta vez em um momento de relaxamento que a pescaria noturna nos proporciona.

Optamos por pescar em um dos diversos lagos da sede com um equipamento mais leve, varas de 17 libras para nossa diversão, e ainda assim, tivemos sucesso na pescaria.

Foi um dia memorável e não poderíamos deixar de agradecer ao senhor André, Edmilson e ao Ademar que abriram as portas do pesqueiro para nós e nos prestaram um excelente atendimento. Agradecemos também aos funcionários do Parque Maeda, por todo atendimento e hospitalidade a nós oferecida.

Para informações adicionais, entrem em contato:
Parque Maeda
Rodovia SP 75 - KM 18 - em frente a balança
Itú - São Paulo. 
Tel Parque: (11) 2118-6200
Tel Tancão: (11) 2118-6215

Tarifas:
Diurna (7h às 18h) - R$ 25,00
Noturna na Sede (17h às 23:30) - R$ 25,00
Diurna e Noturna - R$ 35,00.
Preços sujeitos a confirmação e de acordo com as normas do pesqueiro.